Ação de segurança com Força Nacional começa nesta segunda

foto-quadrada_196-164152
Ação de segurança com Força Nacional começa nesta segunda

Foco da operação será o combate ao roubo de cargas

Definida para segunda-feira (15/5) a data de início da operação integrada, mobilizando a equipe da Força Nacional, que reforçará a segurança no Estado do Rio. A data foi anunciada pelo subsecretário de Ações Estratégicas da Secretaria de Segurança, Roberto Alzir, após reunião no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, envolvendo forças de segurança dos governos estadual e federal. Ele reforçou que o Plano Tático Integrado será aos moldes da Operação Asfixia, realizada no início do ano, com o foco no combate ao roubo de cargas.

“Esta não é uma ação isolada da Força Nacional. Esse recurso de 300 homens acrescidos aos 125, que já estavam no Rio, se soma ao conjunto de ações do Estado. É uma ação integrada”, destacou o subsecretário.

A expectativa é que ações qualificadas de Inteligência e o reforço nas vias expressas possam contribuir para a redução dos indicadores de letalidade violenta, além de combater o tráfico de armas e drogas. Os agentes deverão ficar posicionados nas principais vias expressas e de acesso ao estado. O subsecretário Roberto Alzir explicou ainda que haverá reuniões semanais para análise da mancha criminal e remanejamento do efetivo para um melhor aproveitamento da tropa.

As áreas dos Complexos do Chapadão e da Pedreira serão contempladas já na segunda-feira e os agentes da Força Nacional estarão acompanhados de policiais militares que conhecem a região. Alzir lembrou, que se necessário, o tempo de permanência das tropas poderá ser prorrogado além dos 90 dias previstos. 

Presentes à reunião, o chefe da Força Nacional, cel. Joviano Conceição Lima; o cel. Benedito Pereira, que irá comandar as tropas da FN no Rio; o superintendente da Polícia Federal, Jairo Souza; o chefe operacional substituto da Polícia Rodoviária Federal, André Ramos, o subchefe operacional da PMERJ, Cel. Henrique Pires; o subchefe operacional da PCERJ, Fernando Albuquerque, coordenadores da SENASP, delegado Humberto Freire e Victor Feitosa, entre outras autoridades. 

 

Fonte: http://www.ofluminense.com.br