Alunos conquistam prêmios por trabalhos voluntários

Alunos conquistam prêmios por trabalhos voluntários

Dois alunos da rede estadual de ensino, que realizam trabalho voluntário, conquistaram medalhas de ouro e prata na 3ª edição do Prêmio Prudential Espírito Comunitário. Além do reconhecimento pelas suas ações, desenvolvidas em comunidades de São Gonçalo e em um projeto de reforço escolar voltado para crianças e jovens da Zona Oeste do Rio de Janeiro, os estudantes representarão o Brasil na cerimônia internacional, que será realizada em Washington, nos Estados Unidos, em 2018.

No total, foram 728 inscrições de alunos de 73 instituições de ensino da Região Metropolitana do Rio de Janeiro. Desse total, 74% dos participantes são de escolas públicas e 26%, particulares. Entre os 30 finalistas, 18 estudam na rede estadual. 

A medalha de ouro foi para o aluno Evando da Silva Ramos, de 18 anos, do Colégio Estadual Francisco de Paula Achilles. Primeiro representante de São Gonçalo a conquistar a premiação, o jovem, que mora no bairro Anaia Pequeno, é um dos fundadores de um grupo que arrecada doações e estimula boas práticas entre os estudantes. Além disso, participa do projeto de missionários americanos no Brasil, com atuação em diversas comunidades da cidade onde mora. Com essas iniciativas, já ajudou mais de 200 crianças. Ao ser anunciado como ganhador do 1º lugar, o aluno se emocionou.

“Esse prêmio serve, principalmente, para estimular outros jovens. Tudo o que sou devo a uma ajuda voluntária que recebi. Esse reconhecimento me motiva e me faz querer ajudar outras pessoas. Sendo voluntário, aprendi a ter sentimentos de gratidão e humildade, que estão sempre presentes na minha vida”, disse Evando.

O aluno Rafael Rabelo de Souza, do Ciep 321 – Doutor Ulisses Guimarães, em Jacarepaguá, Zona Oeste do Rio, conquistou a medalha de prata. Com 16 anos, o estudante, que dedica parte do seu tempo como educador comunitário, é um dos coordenadores do projeto sociocultural Bandeirantes Já, que atende crianças e jovens, de 3 a 20 anos, com reforço escolar. Acompanhado dos pais, o jovem revelou o que mudou em sua vida após iniciar esse trabalho voluntário.

“Com o voluntariado, desenvolvi uma maneira de expressar minhas opiniões. Também percebi que poderia, efetivamente, contribuir com o desenvolvimento das crianças”, afirmou Rafael.

Com foco no meio ambiente, o 3º lugar ficou com Lucas Guarnelli Scherpel, estudante do Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet/RJ).

O 1º lugar (medalha de ouro) recebeu R$ 10 mil, o 2º (prata), R$ 5 mil, e o 3º (bronze), R$ 3,5 mil, que serão doados às instituições que desejarem. Os projetos campeões foram eleitos com base nos seguintes critérios: iniciativa, esforço, impacto na sociedade e crescimento pessoal. Além da premiação dos alunos, o Colégio Estadual André Maurois, no Leblon, Zona Sul do Rio, recebeu um prêmio por ter sido a escola com maior número de inscrições.

“É ótimo ver esses jovens fazendo a diferença e utilizando a educação e o que aprenderam em suas diversas experiências de vida para ajudar outras pessoas. Além disso, os professores e as escolas que incentivam essas práticas contribuem para a formação de cidadãos de bens e comprometidos com mudanças sociais”, disse o secretário de Educação, Wagner Victer.

Sobre o Prêmio – O Prêmio Prudential Espírito Comunitário é a versão brasileira do The Prudential Spirit of Community Awards, criado pela Prudential Financial, Inc., em 1995, que tem por objetivo incentivar e reconhecer os jovens que realizam trabalho voluntário. Com essa inspiração, a Prudential do Brasil trouxe essa iniciativa para o país, em 2015, sendo o primeiro da América Latina a implantar o prêmio, que também acontece na China, Japão, Taiwan, Coreia, Irlanda, Índia, Polônia, além da versão americana.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br