Biometria em Niterói gera críticas e muito tumulto

Utilizando pela primeira vez o sistema de identificação pela digital, eleitores de Niterói estão tendo problemas para votar. Espera em algumas seções chega a duas horas. Foto do leitor
Biometria em Niterói gera críticas e muito tumulto

Utilizando pela primeira vez o sistema de identificação pela digital, eleitores de Niterói estão tendo problemas para votar. Espera em algumas seções chega a duas horas

Pela primeira vez os eleitores de Niterói estão utilizando a biometria para votar. Criado para dar mais segurança às eleições, o sistema, que identifica o eleitor pela digital, está vigente em 762 municípios do Brasil. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), já era esperado que a votação demorasse um tempo maior. Entretanto, as reclamações no município são cada vez maiores. A longa espera nas filas causa tumulto em algumas seções eleitorais.

Os idosos são os mais prejudicados pela nova forma de identificação, principalmente porque muitos têm a digital parcialmente apagada, o que faz com que a leitura precise ser tentada várias vezes.

Por conta das dificuldades, várias seções estão tendo que fazer o processo manualmente, com a anotação dos documentos, assinatura do eleitor e liberação da urna, para agilizar o procedimento.

Na seção localizada no Colégio Estadual Leopoldo Fróes, no Largo da Batalha, a demora e o tempo na fila já provoca tumultos e, até mesmo desistências, já que a justificativa de voto pode ser feita até o dia 4. As pessoas que aguardam para votar criticam o processo biométrico.

Para a advogada Alexandra Ramos, de 39 anos, a biometria não deveria ter sido implantada, principalmente em uma eleição com tantos candidatos.

“Estou esperando por uma hora e meia na fila e a razão disso é a biometria. As pessoas estão demorando mais, o sistema é demorado. Isso atrasa todo o processo e já tem várias pessoas na fila passando mal”, diz Alexandra.

Bianca Cardoso, de 33 anos, que é designer de interiores, considera que esse sistema não deveria ter sido implantado, pelo menos não com a obrigatoriedade de voto. De acordo com ela, é desrespeitoso obrigar a pessoa a votar e ainda dificultar esse processo.

“Para que colocar a biometria se o processo já é obrigatório? Não entendo porque o sistema mudou, antes era muito melhor. Estou na há duas horas, pois o atendimento é muito demorado”, reclama.

No colégio Marli Cury, em Icaraí, por conta da demora alguns eleitores revelam que saíram da fila para almoçar e retornaram depois, pois não tinham condições de aguardar por horas sem se alimentar e sem beber água adequadamente.

“A biometria foi uma das piores coisas que fizeram. Não entendo a necessidade desse sistema, antes funcionava e era muito melhor. Vim pela manhã e fiquei na fila por mais de uma hora e acabei desistindo e indo para casa para almoçar. Agora voltei e já vi que vou ter que esperar por horas. Todo mundo está reclamando que a biometria demora”, diz a economista Cleria Antonione, de 54 anos.


O Fluminense


Fonte: http://ofluminense.com.br