Com policiamento reforçado em cemitério, Gaguinho é sepultado

-DSC0071.jpg
Com policiamento reforçado em cemitério, Gaguinho é sepultado

Apontado pela polícia como líder do tráfico de drogas na Coruja, Maicon dos Santos Souza foi ferido por tiro durante confronto com policiais militares e faleceu após complicações

Para evitar qualquer tipo de manifestação no enterro por parte de familiares e amigos mais próximo de Maicon dos Santos Souza, o “Gaguinho”, de 32 anos, que ocorreu na tarde desta terça-feira, no Cemitério Parque da Paz, no Pacheco,

em São Gonçalo, policiais militares, do 7ª BPM (São Gonçalo) montaram um forte esquema de segurança nos principais acessos ao cemitério. Pelo menos 150 pessoas compareceram ao sepultamento. 

Os militares temiam que simpatizantes de “Gaguinho”, apontado pela policia como um dos gerentes do trafico de drogas em várias comunidades no município, efetuassem disparos de arma de fogo na ocasião do sepultamento. 

O corpo de “Gaguinho” foi velado por familiares e amigos na capela 1, em clima de muita comoção e tristeza. Coroas de flores eram trazidas, até a capela muitas vezes por motoboys. Algumas delas enviadas das comunidades de Manguinhos e Mandela, Zona Norte do Rio de Janeiro. A causa morte atestada pelo perito, Ademir Arenisio, do Instituto Médico (IML) de Tribobó, apontou ferimento transfixiante na veia femoral, produzida por disparo de arma de fogo. 

Familiares de “Gaguinho” em nenhum momento demonstraram sinal de revolta com sua morte. Cânticos evangélicos foram entoados durante a cerimônia fúnebre e nenhum incidente foi registrado no cemitério, por parte da Policia Militar. Dois ônibus e vans (algumas delas vindas do Rio) foram fretados para levar e trazer as pessoas ao cemitério.


O Fluminense


Fonte: http://jornal.ofluminense.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado