Dia de festejar o protetor dos animais

s-francisco-165355
Dia de festejar o protetor dos animais

Na Paróquia Porciúncula de Sant’ana, centenas de pessoas levaram seus animais

Jão, um cachorro de raça não específica, foi assim nomeado por ter sido achado há 2 anos atrás na Rua Presidente João Pessoa, em Icaraí, na Zona Sul da cidade. A dona de casa Lilian Miranda, que resgatou o animal, se juntou a centenas de pessoas com seus animais e o levou ontem para a Paróquia Porciúncula de Sant’ana, na Avenida Roberto Silveira, 265, no mesmo bairro. O objetivo era receber a bênção de São Francisco de Assis, patrono dos animais, em uma das missas especiais organizadas pela equipe da entidade e comandada pelo Frei Sérgio Pagan no pátio do centro religioso.

“Sempre procuro vir em alguma das missas especiais e acredito que a bênção não vem apenas para o animal, mas para aquele que cuida. É importante que também consigamos maior proteção para os animais, com o intuito de que vivam cada vez mais, com muito mais saúde.”, comentou Miranda.

Na paróquia em destaque, foram realizadas quatro missas – às 08, 11h, 15h e 17h. Segundo o frei Pagan, muitas paróquias da cidade, de diferentes ordens, começaram a realizar a solenidade nos últimos anos, por entender que a recepção dos fiéis a este tipo de solenidade é grande, tendo em vista a ligação com seus cães e gatos.

A economista Marlúcia Bizzo levou sua cadela Pérola, de apenas seis meses

“Apesar de entender que atualmente existem alguns excessos em relação ao trato com os animais, também é importante que a instituição católica possa ter um olhar mais carinhoso e mais caridoso com os pequenos. Eles não são vistos apenas como meros animais, mas sim como parte das famílias”, destacou Pagan. 

A economista Marlúcia Bizzo, de 43 anos, também foi à missa, acompanhada da shih tzu Pérola, de apenas seis meses, que por ter recentemente passado por uma cirurgia, só pôde ir à cerimônia sendo carregada pela dona. A cadela entrou na família após uma amiga anunciar que iria doar um animal para eles, depois da filha de 11 anos de Marlúcia pedir, em uma carta de fim de ano, um animal de estimação. A experiência foi tão marcante para a economista que seus cabelos pararam de cair, um problema que perdurou por toda a vida adulta de Marlúcia.

“Nunca tinha tido um cão antes, porque sempre pensei que daria muito trabalho, que eu não poderia dar tanta atenção sendo tão atarefada. No entanto, gostei tanto da experiência que hoje também temos o Pipoca, um dálmata de 8 meses. Segundo minha psicóloga, consegui canalizar o estresse que tinha para o cuidado com os animais”, destacou.

Assis – Chamado de “luz que brilhou sobre o mundo” por Dante Aligheri, um dos maiores escritores e poetas italianos, São Francisco nasceu em 1182, em Assis, hoje uma cidade e sede episcopal localizada no centro do atual território da Itália. Segundo historiadores, sua vida até a mocidade foi como a dos jovens ricos e elegantes de fins do século XII. 
Depois de se converter, São Francisco passou a tratar todas as criaturas, até as mais brutas e selvagens, como amigas. Além disso, adquiriu grande poder sobre os animais. Foi canonizado pela Igreja em 1228, dois anos depois de sua morte. Por seu apreço à natureza, é mundialmente conhecido como o santo patrono dos animais e do meio ambiente.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br