Domingo de imersão cultural em Niterói

01_271-166031
Domingo de imersão cultural em Niterói

Intervenção permitiu que visitantes ficassem em cima do Museu de Arte Contemporânea

Ao contrário da previsão divulgada durante a semana, o dia de domingo (10) foi de sol e temperaturas amenas, um convite para sair e aproveitar a folga. Muitas pessoas optaram por caminhar pela orla de Icaraí, mas também existiam muitas outras opções culturais pela cidade, como o primeiro ”open house” da Babel 08 ou a intervenção que permitia os visitantes ficarem em cima do Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC).

Desde as 10h, dezenas de pessoas faziam fila para visitar o primeiro dia da instalação – intitulada “De onde não se vê quando se está” – feita pelo arquiteto Pedro Varella, que permitia pela primeira vez, desde a inauguração do museu, uma visita por cima da obra de Oscar Niemeyer.

“Fiquei impressionado com a quantidade de público e horários lotados. Isso é ótimo. O Mac é importante demais para a cidade, as pessoas viam a estrutura sendo montada e foram ficando curiosas, mas além disso, estar aqui de um jeito que nunca se esteve é uma ideia que fascina as pessoas. Fiquei feliz de realizar esse projeto é um esforço de muitas pessoas”, explica Varella.

Dezenas de pessoas fizeram fila no MAC para conhecer a instalação

É possível visitar a cobertura do MAC até dia 23, basta solicitar a pulseira para o passeio na compra do ingresso de visitação do museu que custa R$ 10 (inteira). O acesso à instalação será realizado em grupos de 15 pessoas para visitas de 15 minutos. As pulseiras serão distribuídas em quatro horários durante o dia: 9h30, 11h30, 13h30 e 15h30. As quartas-feiras a visita é de graça.

Os estudantes de arquitetura Luan Tamela, de 24 anos, Bárbara Borges, 22 anos e Marai Rúbia, de 23 anos aproveitaram juntos a visita inusitada ao MAC que a instalação permitiu.

“Sou de Petrópolis e vim especialmente para essa visita. É incrivel porque as pessoas nunca puderam fazer isso. É uma possibilidade única que vale muito a pena”, elogia Luan. “Sensacional. Nunca tinha tido essa visão da cidade”, ressalta Bárbara. “É muito bom ter acesso a novos ângulos e enxergar a cidade dessa nova forma”, acrescentou Maria Rúbia.

O projeto foi viabilizado pelo III Prêmio Reynaldo Roels Jr. da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, que contempla jovens artistas interessados em questionar o ambiente onde a instalação é realizada. Nesta edição, ocorreu uma parceria com o MAC. A estrutura também conta com a colaboração do Grua (Grupo de Arquitetos). 

O passeio surpreendeu as amigas Ana Carolina Garbelino, 22 anos, estudante de engenharia civil e Letícia Moser, 25 anos, geógrafa.

“Tenho medo altura, mas só o início dá um pouco de frio na barriga, depois a sensação é de liberdade”, destaca Ana. “A gente sempre visita o MAC mas subir na cobertura dele é um oportunidade que não deve ser desperdiçada, até porque a gente não sabe quando isso vai ser possível de novo”, completa Letícia.

Babel 08 realizou neste domingo o seu ”open house”

Além de “De onde não se vê quando se está”, três exposições estão abertas no Museu de Arte Contemporânea de Niterói com curadoria de Pablo León de La Barra e Raphael Fonseca. “Oxalá que dê bom tempo”, de Regina Vater; “Versão oficial”, de Bruno Faria; e “Don’t you (Forget about me)”, de Rafael Alonso.

O espaço recém inaugurado Babel 08, em Icaraí, também preparou uma maratona de atividades culturais para este domingo. A partir das 10h teve início uma programação com oficinas de desenho coletivo, fanzine, pinturas, visitas a ateliês e exposições de pintura, lambes, grafite, instalações e a fotografia do niteroiense Lucas Benevides.

“Tem atrações para todas as idades, mas o público maior da gente, por enquanto, ainda é o da noite. É só entrar e participar. Só paga o que consumir”, convida Henrique Zanon, diretor do espaço.

Ainda na Babel, na parte da tarde, a partir das 14h, teve a primeira edição da feira de vinil, com compras e vendas. No início da noite três Djs entram em cena para animar a galera que curte música eletrônica. A previsão de término é 20h, mas, segundo os organizadores, com grande possibilidade de se extender um pouco mais.

“A ideia desse espaço é partir da arte urbana para uma proposta de educação. Hoje é nosso primeiro grande evento. Temos tido em média 200 participantes por evento e a expectativa é mais ou menos essa para hoje. Depois teremos um período de recesso e voltamos logo na primeira semana de janeiro. A Babel 08 funciona de segunda a sábado e estão todos convidados a nos visitar”, conclui Gilberto de Abreu, curador do espaço.

O MAC fica no Mirante da Boa Viagem, s/nº – Boa Viagem. Telefone: 2620-2400. A Babel 08 fica na Rua Doutor Carlos Halfeld, 230, Icaraí. Telefone: 99974-2875.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br