Dos chacras

yoga-165094
Dos chacras

Chacras são centros de energia conectados ao corpo humano

Chacra em sânscrito significa “roda de luz” e diz respeito a centros de energia conectados ao corpo humano, que ligam o corpo físico, emocional, mental e energético. Sete deles são considerados os principais e estão relacionados

a algum órgão do corpo: o chacra básico, o chacra sacral, o plexo solar, o chacra cardíaco, o chacra laríngeo, o chacra frontal, e o chacra coronário. Quando ocorre algum desequilíbrio, os cristais, considerados seres vivos, podem reequilibrá-los. 

“Os cristais são condutores de ondas e trabalham com a energia sutil de vibração. Como também temos minerais em nosso corpo, ocorre uma identificação. Quando há um desequilíbrio no chacra, e, por conseguinte, em um órgão, os cristais ajudam a harmonizá-los”, explica a psicóloga e terapeuta Cristina Gabriel, do Espaço Miríade.

Segundo a profissional, este processo é bem simples, e um tanto intuitivo.
“Ao colocá-lo no chacra, você vai sentir uma vibração, um movimento que começa e termina. E então você sente que a harmonização foi concluída”, descreve.

Além das propriedades dos cristais, que os identificam com cada chacra, as cores também influenciam. Seguindo um espectro de cor, as pedras de cores vermelhas e pretas, por exemplo, identificam-se com o chacra básico. Já no epistêmico, são as pedras laranjas e avermelhadas que auxiliam em seu equilíbrio energético.

“Cada cor possui uma frequência que nos afeta, nos trazendo paz, alegria, e outras sensações. No plexo solar, onde se assentam as nossas emoções e a nossa vontade de ação, podemos usar cristais como o citrino, o olho de tigre, o quartzo verde. No cardíaco, onde está a energia do amor incondicional e a nossa força vital, o quartzo rosa,  a esmeralda, entre outras. No laríngeo, onde focamos a nossa expressão, usamos cristais como a cianita azul, a calcedônia azul e a angelita. No terceiro olho, onde está a nossa concentração, nosso mental e intuição, usamos cristais como a ametista, a sodalita e o quartzo transparente. Já no chacra coronário, onde está a nossa conexão espiritual, usamos cristais como a ametista, a pirita e o quartzo transparente”, clarifica a terapeuta Thaís Pacheco.

A empresária e massoterapeuta Vanessa Carreiro Mesa Duarte, 41, sentiu um chamado para uma vida mais espiritual, voltada para o autoconhecimento, o cuidado e a cura, e acabou se aproximando dos cristais. Hoje, formada em cristaloterapia, utiliza-os em trabalhos de cura e equilíbrio.

“Uso cristais na minha família, na minha casa e em mim para equilibrar os chacras. Carrego-os no bolso, em pulseiras, anéis, colares, e tenho também em minha cabeceira. Sinto os benefícios da cristaloterapia e a cura acontecendo no dia a dia”, finaliza. 

Fonte: http://www.ofluminense.com.br