Experiência válida

Experiência válida

Foi sancionada na última quinta-feira, pelo presidente Michel Temer, a lei que institui a Identificação Civil Nacional (ICI), criada com objetivo de unificar 22 documentos. Além de foto, a ICI terá cadastro biométrico, que está sendo organizado pela Justiça Eleitoral. 

Vinte e dois documentos. Chega a ser incrível como os brasileiros conseguem viver em meio à tamanha papelada. Nesse mar de identificações variadas, não faltam, é claro, inúmeros casos de fraudes, que atormentam o cidadão e/ou consumidor. 

Segundo o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, um dos entusiastas da ideia, o novo documento com dados pessoais centralizados deve amenizar justamente os prejuízos por conta das falsificações. A primeira etapa será a montagem do cadastro central. A previsão inicial é que o trabalho leve de três a quatro anos. Só a partir daí, segundo Afif, serão unificados os números. 

A mudança, segundo o relator do projeto, deputado Júlio Lopes (PP-RJ), acontecerá de forma gradativa, ocorrendo quando os atuais documentos perderem a validade. Para aumentar a segurança, está sendo estudada a possibilidade de inclusão de um chip.

Já está mais do que na hora de os brasileiros se livrarem dessa montanha de documentos. A administração pública não pode continuar ancorada no passado, quando todo o atual sistema de identificação está informatizado. 

Tomara que a identificação civil centralizada contribua para o Brasil se modernizar.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br