Festa alvinegra no Nilton Santos

1fj03-165017
Festa alvinegra no Nilton Santos

Os jogadores do Botafogo celebram um dos gols do Gloriosono no triunfo por 2 a 0 diante do Nacional, que garantiu ao clube carioca a presença nas quartas de final da Copa Libertadores. Alvinegro irá enfrentar o Grêmio na próxima fase

E o Botafogo segue fazendo história na Taça Libertadores. Em partida disputada na noite desta quinta-feira (10), no estádio Nilton Santos, o Alvinegro de General Severiano derrotou o Nacional, do Uruguai, por 2 a 0 e se classificou para as quartas-de-final da competição sul-americana. Agora, o Botafogo vai enfrentar o Grêmio.

Com apoio de uma torcida entusiasmada, o Botafogo começou a partida no ataque e logo aos dois minutos, marcou o primeiro gol. João Paulo bateu escanteio, pela direita, e Bruno Silva subiu mais do que a zaga para cabecear no canto direito, sem chances para o goleiro Conde. Entusiasmado com a vantagem,o Alvinegro carioca seguiu pressionando e marcou o segundo gol aos cinco minutos. O zagueiro Rogel atrasou mal para o goleiro Conde e Rodrigo Pimpão chegou antes do goleiro uruguaio para tocar a bola para as redes. 

Depois de ser surpreendido pelo começo avassalador da equipe brasileira, o Nacional começou a se acalmar e passou a trocar passes para tentar se aproximar da defesa adversária.

Aos 20 minutos, após Rodrigo Pimpão ganhar a dividida com Arismendi, Roger emendou, de primeira, e Conde fez grande defesa, espalmando para escanteio, e evitando o terceiro gol.

O Nacional voltou ainda mais agressivo para o segundo tempo, imprensando o Botafogo contra seu campo e levantando muitas bolas na área do alvinegro carioca.

O time carioca não conseguia sair da defesa e encontrava muita dificuldade para trocar passes. A torcida tentava fazer a sua parte, mas o time visitante controlava as ações. Nos primeiros dez minutos, o Nacional conseguiu cerca de oito escanteios.

Só aos 11 minutos é que o Botafogo chegou na área uruguaia e após cobrança de falta, quase que Joel Carli conseguiu alcançar a bola na pequena área. 

O Nacional teve uma ótima chance para marcar o primeiro gol aos 23 minutos, quando a bola sobrou para Videz dentro da pequena área e o goleiro Gatito Fernandes fechou o ângulo. Depois dos 40 minutos, o Botafogo passou a tocar a bola e o zagueiro Polenta recebeu cartão vermelho após cotovelada em Victor Luis. Após a expulsão, os jogadores se desentenderam e Victor Luis e Sebastián Rodriguez acabaram também recebendo cartão vermelho. Logo depois, Aguirre agrediu Guilherme e também foi expulso de campo.No final, os jogadores ainda discutiram muito no gramado, enquanto a torcida do Nacional quebrava as cadeiras do estádio e eram reprimidos pela polícia.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br