Mais 100 mil doses de vacina contra febre amarela para Niterói

img7638_0-163423
Mais 100 mil doses de vacina contra febre amarela para Niterói

Na Policlínica Regional Dr. Sérgio Arouca, no Vital Brazil filas se formaram durante a última semana por moradores em busca da vacina

Ao todo mais 100 mil doses de vacina contra a febre amarela devem chegar a Niterói até esta terça-feira (21). A ampliação da remessa foi solicitada pelo prefeito Rodrigo Neves para suprir a demanda crescente de vacinas na cidade. De acordo com ele, neste ano a média de vacinas aplicadas contra a doença subiu de 300 para 5 mil por mês, representando um aumento de mais de 1,5 mil por cento.

“Majoritariamente, a febre amarela se prolifera em ambientes de florestas. Quase 50% do território niteroiense é composto por matas, portanto, se faz necessária uma atenção especial. Solicitei na sexta-feira ao secretário de Saúde do Estado, Luiz Antônio, a vinda de mais 100 mil doses para Niterói, que chegarão até terça-feira”, disse o prefeito, durante a entrega da obra de reforma do campo de futebol do Santo Inácio, no Maceió, em Pendotiba, lembrando que o Governo Estadual já havia encaminhado 10 mil doses ao município no início do mês.

Quantidade de doses disponíveis atualmente em Niterói é capaz de suprir a demanda até terça-feira, afirma prefeito

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) determinou, no entanto, que não haverá campanha de vacinação contra febre amarela em Niterói porque o município não é área de transmissão da doença. Segundo orientação do Governo do Estado, que é o responsável pela realização deste tipo de ação, a imunização continuará sendo realizada nas Policlínicas Regionais. O número de vacinas aplicadas dependerá da cota enviada pela SES.

Rodrigo garantiu que a quantidade de doses disponíveis atualmente na Secretaria Municipal de Saúde é capaz de suprir a demanda até terça-feira. 

“Com a chegada desse montante, vamos conseguir suprir toda a demanda da cidade, sobretudo na região de Pendotiba e Região Oceânica. Assim vamos poder realizar um amplo programa de vacinação contra a febre amarela em Niterói. Ainda temos vacinas para pelo menos quatro dias de vacinação em massa, tranquilamente”, afirmou o prefeito.

Com a chegada das doses, Niterói terá vacinação reforçada, principalmente, em áreas próximas a matas e remanescentes de florestas. A imunização já está ocorrendo de segunda a sexta, das 9h às 16h, em todas as Policlínicas Regionais do município. Possíveis ocorrências com macacos estão sendo investigadas pela Guarda Ambiental e pelo Centro de Zoonoses da prefeitura, conforme protocolo para o caso. No entanto, ainda não há nenhuma conclusão dos órgãos competentes. Segundo a prefeitura, não existe nenhum caso suspeito da doença ou registro de morte de macaco suspeita na cidade.
Em Niterói não há casos confirmados de febre amarela há mais de uma década. Neste momento, conforme a orientação do Governo do Estado, o município mantém a rotina de imunização priorizando as pessoas que viajarão para áreas de risco da doença, de acordo com o Ministério da Saúde. 

Recomendações – O Ministério da Saúde recomenda que as pessoas que residem ou viajam para regiões silvestres, rurais ou de mata dos municípios que compõem a Área com Recomendação de Vacinação, se vacinem contra a febre amarela. A imunização deve ser aplicada pelo menos 10 dias antes do deslocamento. Além da vacina, outras medidas de proteção individual devem ser levadas em consideração, como o uso de calças e camisas de manga longa e de repelentes contra insetos.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não recomenda a vacina para pessoas com doenças que baixam a imunidade – como lúpus, câncer e HIV – nem para quem tem alergia a gelatina e ovo. Pessoas com doenças agudas febris moderadas ou graves devem adiar a vacinação até a resolução do quadro para não se atribuir à vacina as manifestações da doença. A vacina não pode ser aplicada em crianças com menos de 6 meses. Em crianças de 6 meses a 9 meses de idade incompletos, só deve ser aplicada em situações de emergência epidemiológica ou viagem para área de risco. A vacinação é contraindicada em gestantes e mulheres que estejam amamentando crianças com meses de 6 meses de idade. Pessoas acima de 60 anos só podem ser vacinadas após avaliação médica.

Esquema vacinal – O esquema da febre amarela é de duas doses, tanto para adultos quanto para crianças. As crianças devem receber as vacinas aos nove meses e aos quatro anos de idade. Assim, a proteção está garantida para o resto da vida. Para quem não tomou as doses na infância, a orientação é de uma dose da vacina e outra de reforço, dez anos depois da primeira.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br