Niterói: chuva deve permanecer até sexta

mateus-machado-3-165453
Niterói: chuva deve permanecer até sexta

No Centro, pedestres enfrentaram chuva nesta terça

Desde a tarde do último domingo o que mais se viu em Niterói foram guarda-chuvas, casacos e botas. E esses acessórios devem compor o cenário niteroiense pelo menos até a próxima sexta-feira, que é até quando se estende a frente fria que chegou a cidade – segundo informou o site meteorológico Climatempo. Para esta terça, o sol aparece, mas com muitas nuvens durante todo o dia. A chuva pode aparecer a qualquer hora – máxima de 23 graus e mínima de 18. 

Com média de 20 graus, a temperatura deve se manter até a próxima sexta-feira. Ainda segundo o Climatempo, o calor só retorna a cidade no final de semana, chegando a 37 graus de máxima no domingo – mínima de 24. Porém, à noite, ocorrem pancadas de chuva. Há previsão de ressaca nas praias da Baía de Guanabara nesta terça-feira, com ondas de até um metro e meio, conforme informa o Centro de Hidrografia da Marinha.

A Defesa Civil de Niterói não registrou nenhuma ocorrência por conta das chuvas de domingo. A equipe operacional da secretaria segue atendendo normalmente demandas de vistoria. O município está em estágio de vigilância. Em casos de ocorrências provocadas pela chuva, o morador deve acionar o órgão pelo número 199.

Trânsito  – Devido a chuva fina, motoristas de Niterói enfrentaram trânsito congestionado nas principais vias da cidade na manhã desta segunda-feira. A Alameda São Boaventura, no Fonseca, apresentou fluxo intenso em direção ao Centro, assim como as Avenidas Roberto Silveira e Jornalista Alberto Francisco Torres, ambas em Icaraí, Zona Sul de Niterói.

A Ponte Rio-Niterói teve tráfego livre em direção a Niterói, enquanto que no sentido Rio, os motoristas enfrentam problemas dos acessos à Grande Reta, com a travessia chegando a 24 em alguns momentos. Na Avenida do Contorno e na BR-101, os condutores também encararam transtornos no trânsito, principalmente aqueles que seguiam no sentido Niterói. O congestionamento chegou a cinco quilômetros, na altura do bairro Porto Velho, no início da manhã.

Região Oceânica – Os moradores da Região Oceânica, mais uma vez, foram os que mais sentiram os reflexos negativos das chuvas em Niterói. No início d​a tarde desta segunda-feira, quem transitou pela Estrada Francisco da Cruz Nunes e pela Av. Almirante Tamandaré, nos bairros de Itaipu e Piratininga, respectivamente, precisou ter paciência. A chuva alagou trechos das referidas vias, que estão passando por intervenções de macrodrenagem, comprometendo ainda mais o trânsito local. As obras visam justamente diminuir tais transtornos e devem ficar prontas até o final deste ano, segundo a prefeitura.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br