UFF inaugura núcleo de estudos do Brics

UFF inaugura núcleo de estudos do Brics

A Universidade Federal Fluminense (UFF) será a primeira universidade federal do país a contar com um núcleo de estudos dos países que compõem o Brics, bloco econômico de países considerados “emergentes”, atualmente formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. A inauguração acontece nesta quinta-feira (23), às 18h, no Instituto de Ciências Humanas e Filosofia (Ichif), no Campus do Gragoatá. O evento reunirá, além do reitor Sidney Mello e do vice-reitor Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, os cônsules da China, Rússia e África do Sul, bem como pró-reitores, alunos, professores, representantes da comunidade acadêmica e autoridades locais.

Para Nóbrega, a criação do Núcleo de Estudos dos Países Brics (NEPB) é uma etapa muito importante no que diz respeito ao planejamento de internacionalização da instituição, com foco na cooperação e reafirmação da identidade universitária. 

“O núcleo será aberto, inclusivo e proporá pesquisas, estudos técnicos e ações concretas que busquem soluções para os desafios em comum dos países do Brics. Ele funcionará como um laboratório, um observatório e uma plataforma para promover ainda mais a missão da universidade como instituição de vanguarda do conhecimento”, afirma o vice-reitor.

O núcleo visa objetivo fomentar o ensino, a pesquisa e, em curto prazo, a extensão, reunindo especialistas de um ou mais departamentos de ensino, unidades universitárias ou outros órgãos, em torno de programas de pesquisa de caráter transdisciplinar. A estrutura pretende também ampliar e simplificar a mobilidade acadêmica, desenvolvendo a pesquisa científica. 

Poderão participar das atividades não só os pesquisadores e integrantes do núcleo, como também os demais professores servidores e alunos de graduação ou pós-graduação, bem como docentes e pesquisadores.

Recepção aos calouros

Amanhã, após o início das aulas, a UFF realizará na quadra do Instituto de Educação Física, no Campus do Gragoatá, às 9h, o seu tradicional evento de recepção aos calouros, o Programa de Acolhimento Estudantil (PAE).

O PAE foi criado em 2007 pelo professor Sidney Mello, nesta quinta-feira reitor da universidade, que é pioneira neste tipo de recessão.

O evento, que neste ano completa 10 anos, é o momento do primeiro contato do estudante com o universo acadêmico. O PAE se tornou tradição na UFF com a feira de recepção, que reúne projetos e representações estudantis. Neste ano, a equipe organizadora uniu a gincana que começou a ser realizada no ano passado, por causa das Olimpíadas, com a feira de recepção em um único dia. Haverá diversas atividades, envolvendo também a participação do Projeto Conheça a UFF, que fará a abertura do evento com uma palestra destinada a escolas de ensino médio. Após a palestra, as escolas serão apadrinhadas pelos cursos participantes.

Os cursos inscritos na gincana participarão de cabo de guerra, corrida de saco, circuito, caraoquê, quiz e doação de alimentos com contagem de pontos.

Fonte: http://www.ofluminense.com.br